Uma professora de uma escola municipal de Nova York, que estava internada há dias com um quadro grave do vírus da gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1), morreu neste domingo, informou a mídia local.

A morte de Mitchell Wiener, subdiretora da Intermediate School 238 em Hollis, no bairro do Queens, foi a primeira morte causada por gripe suína no estado de Nova York, segundo o jornal The New York Times.

Os Estados Unidos já registraram seis mortes por gripe suína.

Ainda de acordo com o NYT, as autoridades anunciaram o fechamento de mais cinco escolas na mesma região.

O jornal cita Ole Pedersen, porta-voz do Flushing Hospital Medical Center, onde a professora estava internada desde quarta-feira passada. Ele afirma que Wiener, que tinha 55 anos, foi rapidamente dominada pela doença, apesar de ter sido submetida a tratamento com um novo remédio.

O último balanço da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a doença contabiliza 8.451 pessoas infectadas com o vírus A H1N1 em 38 países.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.