Professor que matou esposa e mais 2 continua foragido

Washington, 26 abr (EFE).- A Polícia americana estendeu em nível nacional a ordem de busca e captura contra George Zinkhan, o professor da Universidade da Geórgia que assassinou ontem sua esposa e dois companheiros do grupo de teatro local ao qual ela pertencia.

EFE |

Segundo fontes policiais, o professor, de 57 anos, tinha tido problemas com sua esposa, Marie Bruce, uma advogada de 47 anos que faleceu imediatamente em consequência dos disparos.

O crime ocorreu durante um piquenique do grupo local de teatro, Town and Gown Players, dirigido pela esposa do assassino.

Os outros dois mortos foram identificados como Tom Tanner, de 40 anos, e Ben Teague, de 63. Outras duas pessoas ficaram feridas em consequência dos tiros.

Segundo declarou um policial à rede de televisão "CNN", Zinkhan discutiu com sua esposa, foi até seu veículo e retornou com duas armas, com as quais efetuou os disparos.

A Polícia crê que os dois filhos do casal, de 8 e 10 anos, estavam no veículo. O assassino teria os deixado na casa de vizinhos antes de fugir. EFE pgp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG