Um professor que emprega um método radical de ensino, literalmente amarrando os alunos nas carteiras, foi denunciado no Panamá, informaram as autoridades locais.

Um professor que emprega um método radical de ensino, literalmente amarrando os alunos nas carteiras, foi denunciado no Panamá, informaram as autoridades locais.

O incidente ocorreu no Centro de Educação Básica Geral de El Barrigón, no distrito de La Pintada, na província de Coclé, 150 km a sudoeste da capital panamenha.

O método radical do professor, que também coloca fita adesiva na boca dos alunos, veio à tona quando um visitante fotografou a situação, dando origem à revolta dos pais, que exigiram a demissão do educador.

Segundo denúncia feita à secretaria de Educação, o professor Erubey Agudo submete seus alunos a exercícios físicos pesados, amarra seus pés à carteira, coloca fita adesiva em seus lábios e aplica castigos.

O diretor da escola informou que já advertiu o professor por escrito e destacou que se a situação persistir, Agudo será demitido.

jjr/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.