Professor que bateu em aluno até a morte presta depoimento no Egito

Cairo, 20 dez (EFE) - Um professor egípcio de ensino fundamental que agrediu e matou em outubro um de seus alunos, de 11 anos, por não ter feito o dever de casa, compareceu hoje perante um tribunal do Cairo, segundo fontes dos serviços de segurança.

EFE |

As fontes disseram que, na audiência de hoje, o juiz que preside o tribunal leu as acusações e ouviu o relato dos implicados e de várias testemunhas antes de adiar o processo para 8 de janeiro.

O episódio ocorreu no dia 27 de outubro em uma escola de Alexandria, no norte do país, onde o professor Haytham Nabil Abdel Hamid, de 23 anos, agrediu até a morte o aluno Islam Amr, de 11, por não ter feito o dever de casa.

Um jornal egípcio publicou na época que o professor chamou a atenção e bateu no aluno com uma régua até que este perdeu a consciência.

Apesar de a criança ter sido levada a um hospital, sofreu uma parada respiratória e acabou morrendo.

Durante a sessão de hoje, o professor admitiu ter agredido o aluno, mas insistiu em que os golpes tinham sido "normais" e que em momento algum sua intenção era matá-lo.

O Egito é um país no qual a aplicação de corretivos físicos na escola é habitual. EFE jfu/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG