Tegucigalpa, 29 jun (EFE).- Um dirigente de uma entidade docente hondurenha denunciou que os confrontos entre agentes da Polícia e simpatizantes do presidente deposto Manuel Zelaya deixaram hoje pelo menos um morto e 60 feridos no país.

O presidente do Colégio de Professores de Ensino Médio de Honduras, Eulogio Chávez, declarou à Agência Efe que o morto é um funcionário da Empresa Hondurenha de Telecomunicações atropelado de manhã por um veículo militar. EFE jlp/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.