Profanada a principal sinagoga de Caracas

Quinze homens entraram na noite de sexta-feira na principal Sinagoga de Caracas, destruindo objetos de culto e pixando frases contra Israel, denunciaram à AFP porta-vozes da comunidade judaica.

AFP |

"Permaneceram na sinagoga umas cinco horas, amordaçando os dois vigias, destruindo e profanando o lugar sagrado da Torah, o livro que encerra a lei mosaica; o Pentateuco - explicou Elías Farache, presidente da Associação Israelita da Venezuela.

"Israel, malditos", "Fora, judeus", "Não os queremos", "Assassinos" - eram algumas frases escritas nas paredes do templo, comprovou a AFP.

Segundo Farache, a recente expulsão do embaixador israelense da Venezuela e a ruptura de relações diplomáticas com o Estado hebreu, decretadas pelo governo de Hugo Chávez devido à ofensiva militar contra a Faixa de Gaza, contribuíram para criar este clima de tensão.

O chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, repudiou o ataque e ordenou uma investigação.

bl/rsr/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG