Os produtores agropecuários da Argentina decidiram suspender por uma semana, a partir desta sexta-feira, a comercialização de grãos e de carnes, para protestar contra a política fiscal do governo de Cristina Kirchner, informaram nesta terça-feira quatro entidades do setor.

"Interpretando o mal-estar dos produtores e a crítica situação do interior do país, convocamos a suspensão da venda de grãos para a indústria e a exportação, do mesmo modo que a venda de gado bovino em pé", disse o dirigente Carlos Garetto.

Segundo Garetto, o "lock out" começará "a zero hora de sexta-feira, dia 28 de agosto", e prosseguirá até "às 24 horas de 4 de setembro".

A Argentina é o terceiro exportador mundial de soja, atrás de Estados Unidos e Brasil, e este ano a soja deve ocupar 70% da superfície semeada.

ls/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.