Produtores agropecuários da Argentina preparam novos atos contra imposto

Buenos Aires, 9 jul (EFE).- As principais patronais agropecuárias da Argentina convocaram hoje os produtores para que voltem para a beira das estradas por uma semana e se mobilizem na capital do país na próxima terça-feira, um dia antes do debate no Senado sobre os impostos à exportação de grãos criados pelo Governo.

EFE |

O novo plano de ação do campo foi anunciado pelos presidentes da Federação Agrária, Eduardo Buzzi; da Sociedade Rural, Luciano Miguens; e da Confederações Rurais Argentinas, Mario Llambías, em um entrevista coletiva concedida junto com o vice-presidente da Coninagro, Carlos Garetto.

Depois de reiterar sua oposição ao projeto de lei do Executivo, aprovado com algumas modificações na Câmara dos Deputados, Buzzi pediu aos produtores que se mantenham mobilizados, na beira das estradas e em protestos em todas as cidades do país.

Outro pedido de Buzzi foi para que, na próxima terça-feira, os produtores sigam para Buenos Aires e fiquem na capital para "estarem perto" do Parlamento quando o plenário do Senado discutir as alíquotas variáveis impostas às exportações de grãos.

Os líderes das patronais disseram que acompanharão o debate no Senado em uma tenda que montarão na praça em frente ao Congresso.

Miguens, da Sociedade Rural, declarou ainda que o setor agropecuário "continua pensando na via judicial", caso os senadores aprovei o projeto do Governo. EFE cw/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG