LISBOA- A Procuradoria portuguesa afirmou, nesta terça-feira, que o caso da menina britânica Madeleine McCann, que desapareceu em maio do ano passado, segue aberto.

Divulgação
Madeleine está desaparecida há mais de um ano

A confirmação foi feita depois que a imprensa local divulgou informações sobre o possível fechamento das investigações .

Em um dos poucos comunicados já emitidos sobre o caso, a Procuradoria Geral da República lusa disse que está estudando o relatório final das investigações policiais e judiciais sobre Madeleine, que será objeto de um minucioso exame antes que seja emitida uma decisão.

O Ministério público lembrou que enquanto são analisados dezenas de volumes dos documentos do caso, a investigação seguirá de forma sigilosa até meados de agosto.

Embora alguns meios imprensa de Lisboa tenham dito hoje que o caso da menina britânica pode ser encerrado ainda este mês ou em agosto devido à falta de avanços, a Procuradoria assinalou que ainda deve determinar se serão necessárias novas diligências.

Entenda o caso

A britânica Madeleine McCann, 4 anos, foi seqüestrada no dia 3 de maio de 2007, na Praia da Luz, sul de Portugal, quando dormia com seus irmãos em um quarto de hotel. Seus pais supostamente estavam jantando em um restaurante da região.

Gerry e Kate McCann fizeram uma campanha mundial para tentar encontrar sua filha, mobilizando até o jogador de futebol David Beckham e a escritora de Harry Potter, J.K. Rowling.

Em setembro, a polícia portuguesa considerou os pais de Maddie oficialmente suspeitos pelo desaparecimento da menina, que os acusou de terem matado-a por acidente e terem sumido com o corpo. Meses depois, as acusações foram retiradas.

Leia mais sobre: Madeleine McCann

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.