Procuradoria da Colômbia ouvirá ex-mediador suíço para as Farc

Bogotá, 15 jul (EFE).- A Procuradoria da Colômbia disse hoje que convocará o ex-mediador suíço Jean-Pierre Gontard para que responda pelas acusações de levar US$ 500.

EFE |

000 da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), durante sua missão em busca de um acordo humanitário com a guerrilha.

Assim afirmou o procurador-geral colombiano, Mario Iguarán, a uma emissora de rádio, e disse que essa determinação foi tomada depois das declarações do ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, que acusou Gontard de conduzir dinheiro das Farc na Costa Rica.

"Há um antecedente, há circunstâncias nesta averiguação que nos permitem considerar que pode ser autor ou participante de uma combinação para cometer crime, por isso acho que o procedente, e assim fará a Procuradoria, é vinculá-lo, ordenando ouvi-lo", disse o funcionário.

Além das acusações de Santos, a Procuradoria tem em seu poder alguns dos e-mails encontrados nos computadores de "Raúl Reyes", dirigente das Farc morto em março, nos quais afirmam que Gontard levou US$ 500.000 das Farc à Costa Rica.

O procurador disse que, segundo as últimas investigações, as aproximações de Gontard com as Farc teriam excedido os limites humanitários. EFE fer/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG