Procuradoria da Bolívia investigará programa de cédulas de identidade

La Paz, 9 jul (EFE).- A Corte Nacional Eleitoral (CNE) da Bolívia apresentou perante a Procuradoria Geral uma denúncia sobre supostos delitos cometidos em um programa apoiado pelo Governo da Venezuela para outorgar gratuitamente cédulas de identidade, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

A CNE assinalou a denúncia em um boletim apresentado à Promotoria, que tem como base supostas irregularidades nesse plano, detectadas pela deputada opositora Ninoska Lazarte, do partido Poder Democrático e Social (Podemos).

"Ao tomar conhecimento da denúncia, os três vogais nacionais remeteram ao procurador-geral da República, Mario Uribe, os documentos fornecidos pela deputada Lazarte", assinala o boletim da Corte.

Lazarte denunciou que em uma zona rural de Cochabamba (centro) a entrega de cédulas gratuitas funcionou em uma sede de campanha do governamental Movimento Ao Socialismo (MAS) e apresentou um relatório de 2007 de um funcionário que admite que foram elaborados documentos com fotografias de paisagens ao invés de pessoas.

Além disso, denunciou a vulnerabilidade do sistema de identificação gratuita implementado em 2006, quando a deputada pediu a duas pessoas que já tinham cédulas de identidade para que conseguissem outras da zona cocaleira de Chapare, o que foi possível sem problemas.

Segundo o Governo, a Venezuela doou equipamentos e financiou em 2006 e 2007 o programa de cédulas gratuitas, coordenado então por funcionários venezuelanos. Afirmou, no entanto, que em 2008 o plano é manuseado somente por bolivianos.

Lazarte disse hoje à agência Efe que ontem à noite obteve reportes do censo eleitoral nos quais se demonstra que duas pessoas diferentes figuram inscritas com o mesmo número de cédula.

Todas as denúncias se apresentam em meio à briga de alguns setores da oposição com o Governo para deter o referendo revogatório convocado para o próximo dia 10 de agosto. EFE rd/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG