Procurador-geral de Honduras dá garantias à família de Zelaya

Tegucigalpa, 30 jun (EFE).- O procurador-geral de Honduras, Luis Rubí, ofereceu hoje garantias e cooperação à família do presidente deposto Manuel Zelaya para caso queira deixar o país.

EFE |

Rubí declarou em coletiva de imprensa que "de nenhuma maneira" há ações legais abertas contra a família de Zelaya, que foi derrubado no domingo por militares e substituído no poder pelo então chefe do Parlamento, Roberto Micheletti.

Ele assegurou que, "longe disso", o Ministério Público dará "garantias e cooperação", e designará "vários fiscais " para que acompanhem os parentes de Zelaya em seu eventual processo de saída de Honduras.

No entanto, o procurador-geral não indicou se a família Zelaya, cujo paradeiro ainda é desconhecido, vai abandonar território hondurenho.

No domingo, horas depois de os militares levarem Zelaya à Costa Rica, sua mulher, Xiomara Castro, informou à Agência Efe que se encontrava "em uma montanha" do extremo leste do país por medo.

"A última vez que falei com meus filhos foi ontem à 6h da tarde (21h Brasília), depois não voltei a saber deles. Estou preocupada", ressaltou a mulher de Zelaya, que se encontrava na cidade de Catacamas na hora do golpe. EFE lam/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG