O procurador-geral de Honduras, Luis Alberto Rubí, anunciou nesta terça-feira que o presidente deposto Manuel Zelaya será detido imediatamente ao pisar território hondureño, onde é acusado de vários crimes, entre eles traição à pátria e usurpação de poder.

hov/af/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.