Problema estético gerado por lumpectomia causa depressão, diz estudo

Washington, 8 jul (EFE) - A lumpectomia para remover o câncer de mama gera depressão e medo, apesar de muitas mulheres acharem que a intervenção cirúrgica desfigura menos que a extirpação total do seio, segundo um estudo publicado hoje pela revista Journal of Clinical Oncology. Cientistas do Centro Integral de Oncologia da Universidade de Michigan apontaram que quase um terço das mulheres submetidas à lumpectomia disseram que a assimetria do seio era uma desfiguração que afetava sua qualidade de vida. Muitas mulheres diagnosticadas com câncer de mama podem escolher a intervenção cirúrgica em que se extrai só o tumor e o tecido do entorno (lumpectomia). A outra possibilidade é a mastectomia, na qual o seio afetado é completamente extirpado. Os cientistas disseram que, em comparação com as mulheres que ficaram sem um seio, aquelas com uma assimetria considerável do busto revelaram um maior temor de uma reincidência do câncer, assim como consideráveis sintomas de depressão. Também se sentiam menos saudáveis e muito mais estigmatizadas pelo tratamento contra o câncer. Segundo Jennifer Waljee, cirurgiã geral da Escola de Medicina da Universidade de Michigan, um dos fatores mais importantes posterior à operação foi o resultado estético experimentado pelas mulheres. É importante que as mulheres considerem esse problema quando tomarem uma decisão sobre a intervenção cirúrgica, declarou. Devem levar em conta que, embora conservar o peito desfigu...

EFE |

EFE ojl/bm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG