Prisões do R.Unido abrigam detentos de 160 países

Londres, 27 jan (EFE).- Nas prisões do Reino Unido há atualmente presos de 160 países, de lugares que vão desde a Jamaica até as ilhas Fiji, no Pacífico, segundo dados do Serviço Penitenciário britânico.

EFE |

Um em cada sete presidiários é estrangeiro e 80% dos 192 países da ONU estão representados entre a população carcerária deste país.

No final do mês passado havia na Inglaterra e no País de Gales - ou seja, sem contar a Escócia e a Irlanda do Norte - 11.546 presos estrangeiros de um total de 84.231 detentos.

"O Reino Unido se transformou nas Nações Unidas do crime", disse Damian Green, responsável de imigração do Governo britânico, citado hoje pelo jornal "The Daily Telegraph".

Os países com maior número de presos são Jamaica (963), Nigéria (752), Irlanda (647), Vietnã (620) e Polônia (617), segundo esses dados oficiais.

Cerca de um terço dos presos foram condenados por atos de violência ou agressões sexuais e um quinto deles por crimes relacionados ao tráfico de drogas.

Segundo o jornal, apenas um em cada quatro presos estrangeiros ameaçados de deportação em 2008 retornou ao país de origem após aceitar como estímulo quantias que podem chegar ao equivalente de 5,5 mil euros.

A oposição conservadora denunciou o funcionamento dos sistemas de imigração e o carcerário.

"Há perigos evidentes como a aglomeração nas prisões e a carga econômica que isso acarreta ao contribuinte britânico, que tem que pagar essa conta", criticou Green. EFE jr/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG