A justiça argentina condenou nesta quinta-feira à prisão perpétua o general da reserva Antonio Bussi, governador da província de Tucumán durante a ditadura (1976-83), e seu chfe militar, o ex-general Luciano Menéndez, pelo assassinato de um senador.

jos/rpl/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.