Prisão iraquiana de Abu Ghraib é desocupada por motim e incêndio

BAGDÁ - Presos rebelados provocaram um incêndio na penitenciária iraquiana de Abu Ghraib, obrigando a desocupação do local e deixando alguns feridos, disseram autoridades dos EUA e do Iraque nesta sexta-feira.

Reuters |

Namir Mohammed, vereador do distrito de Abu Ghraib, na zona leste de Bagdá, disse que os presos atearam fogo em colchões na quinta-feira, depois de uma revista de carcereiros em busca de celulares, drogas e remédios.

Autoridades carcerárias disseram que os presos estavam descontentes com as condições do local, que ficou mundialmente famoso por causa de abusos cometidos por soldados norte-americanos contra presos iraquianos depois da deposição do regime de Saddam Hussein, em 2003.

"Hoje, por ordens do governo, começamos a retirar os prisioneiros para outras prisões dentro de Bagdá", disse por telefone à Reuters um carcereiro que não se identificou. "Um comitê do governo está tratando da desocupação. Não sabemos para onde (os presos) foram."

Ele acrescentou que outros detentos serão removidos no sábado, e afirmou não saber se alguns continuarão ali.

Histórico de abuso

Fotos dos abusos em Abu Ghraib provocaram indignação mundial e ajudaram a alimentar a sangrenta insurgência no Iraque, que agora começa a perder força, depois de 18 meses.

Atualmente, a prisão está sob controle das autoridades iraquianas. Ela foi reinaugurada em fevereiro sob um novo nome, e o governo local diz que sua capacidade será reduzida e as instalações serão melhoradas. Na época de Saddam, dezenas de milhares de pessoas chegaram a ficar presas no local.

O vice-ministro do Interior Ahmed Al Khafaji disse, na noite de quinta-feira, que o incêndio já havia sido controlado, e que alguns funcionários haviam ficado feridos. De acordo com ele, todos os presos escaparam ilesos.

Na manhã de sexta-feira, um porta-voz militar dos EUA disse que os presos de Abu Ghraib começaram o incêndio nas celas para tentar dominar os carcereiros. Três guardas e três presos teriam ficado feridos, segundo essa fonte. Aviões dos EUA deram apoio às forças iraquianas chamadas para controlar a situação.



Leia mais sobre Abu Ghraib

    Leia tudo sobre: abu ghraibincêndioiraquemotimprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG