Uma prisão em Taiwan se recusou a receber um homem condenado de 96 anos, afirmando que ele não seria capaz de cuidar de si mesmo atrás das grades. O ex-ferroviário Sun Hsin-ming foi condenado a três meses de prisão sob a acusação de invasão de propriedade privada.

Ele se recusou a pagar uma multa para não ser preso, insistindo em sua inocência.

Mas assim que ele chegou à prisão, foi enviado de volta à corte que o havia condenado, segundo a mídia local.

Condenado mais velho
Com cabelos brancos, aparência frágil e caminhar lento com a ajuda de uma bengala, Sun se tornou o condenado mais velho de Taiwan.

Ele foi acusado de ocupar ilegalmente o dormitório de seu antigo empregador, a companhia nacional de ferrovias, o que ele contesta.

"O tribunal é uma confusão e não quer ouvir os argumentos. Estou muito bravo. Não fiz nada errado", disse ele durante o julgamento.

Segundo o jornal local The Apple Daily, os promotores pretendem agora enviar Sun a um hospital na cidade de Taichung para que ele cumpra lá sua sentença.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.