Prioridade agora deve ser o emprego, afirma diretor-gerente do FMI

O diretor-gerente do Fundo Internacional (FMI), o francês Dominique Strauss-Kahn, afirmou nesta quinta-feira que os políticos devem dar prioridade total ao emprego para reduzir o nível de desempregados que registrou um forte crescimento por causa da crise econômica e financeira mundial.

AFP |

"Não se pode dizer que a crise terminou quando o desemprego continua presente", reiterou Strauss Kahn em uma entrevista à rádio privada RTL.

"É por isso que o FMI tem uma posição muito firme a respeito. Não é apenas preciso acabar com os planos de apoio da atividade que foram colocados em andamento, os famosos estímulos. Nosso conselho é concentrar esses estímulos no emprego, nas políticas de emprego. Isso deve ser agora o tema principal", insistiu.

Strauss Kahn reiterou que hoje em dia sua principal preocupação na gestão da economia mundial é o emprego e considerou que as medidas de apoio de curto, médio e longo prazo devem ser colocadas logo em andamento para reduzir os déficits públicos.

    Leia tudo sobre: empregofmi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG