LONDRES (Reuters) - O príncipe William pousou um helicóptero da Força Aérea Real (RAF) no jardim da família de sua namorada, Kate Middleton, mas o Ministério da Defesa defendeu sua ação e disse que ele realizava treinamento essencial. O tablóide News of the World informou no domingo que William, de 25 anos e o segundo na linha de sucessão ao trono da Grã-Bretanha, pediu permissão aos pais de Middleton para aterrisar em sua casa em Berkshire, ao sul da Inglaterra. Ele alegou falta de pontos de aterrisagem na região do condado de Hampshire.

O analista de aviação e piloto treinado pela RAF Jon Lake disse ao jornal semanal que o vôo de 3 de abril foi 'ridículo e inapropriado', mas o ministério disse que a missão, que levou duas horas, foi autorizada como parte do treinamento de quatro meses do príncipe.

'Pilotos de helicópteros de combate rotineiramente praticam aterrisagem em campos a espaços confinados distantes de seus campos aéreos como parte vital de seu treinamento', disse o ministério em comunicado.

William, a quarta geração consecutiva da monarquia a se tornar um piloto da RAF, recebeu seu emblema de aviador do seu pai, príncipe Charles, em 11 de abril, em cerimônia presenciada por Middleton.

William terminou o relacionamento com Middleton em abril do ano passado, mas eles parecem estar juntos novamente, alimentando especulações sobre seus planos de casamento.

(Por John Joseph)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.