Príncipe Harry segue passos de Diana e faz caridade em N.York

Washington, 30 mai (EFE).- O príncipe Harry aproveitou o segundo dia de uma visita oficial a Nova York para jogar uma partida de pólo e, da mesma forma que sua mãe Diana gostava de fazer, ajudar a colher fundos para organizações de luta contra a aids.

EFE |

O jovem, de 24 anos, foi hoje à Governors Island, adjacente a Manhattan, para jogar uma partida de pólo cuja arrecadação irá para uma organização que ajuda vítimas da aids em Lesoto, na África.

Harry, filho do príncipe Charles e de Diana, reconheceu que o evento era "comovente" para ele, dado que sua mãe estava muito comprometida com a causa e amava Nova York.

Ontem, o príncipe Harry visitou o Marco Zero de Nova York, onde prestou homenagem às vítimas dos ataques do 11-9.

O príncipe, terceiro na linha de sucessão ao trono britânico, depositou flores no local onde ocorreram os atentados de 11 de setembro de 2001, que derrubaram as torres do World Trade Center.

Harry, de 24 anos, enviou junto à oferenda uma nota que, segundo a imprensa local, foi dirigida "aos que perderam a vida em 11 de setembro de 2001" e na qual demonstrava "admiração" pela "coragem que os moradores desta grande cidade mostraram naquele dia".

Após depositar as flores, o príncipe guardou um minuto de silêncio pelas quase três mil pessoas que morreram na tragédia.

Em sua primeira visita aos EUA, o neto da rainha Elizabeth II da Inglaterra também visitou um parque no qual 67 cidadãos britânicos mortos no 11 de Setembro foram homenageados.

Harry também esteve em um hospital de Nova York, onde são atendidos ex-combatentes das guerras do Iraque e do Afeganistão submetidos a tratamentos de reabilitação. EFE pgp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG