Príncipe Harry pode pilotar novo helicóptero de combate no Afeganistão

Londres, 18 mar (EFE).- O príncipe Harry, neto da rainha da Inglaterra, Elizabeth II, pode voltar ao Afeganistão para enfrentar os talibãs no comando de um novo helicóptero de combate, informa hoje o tablóide The Sun.

EFE |

O filho de Charles e Diana, que está com 25 anos e treina para virar piloto, incluiu seu nome na lista de militares candidatos a se unirem às tropas britânicas que operam no Afeganistão.

De acordo com a publicação, existe a possibilidade de Harry pilotar um novo modelo de helicóptero superpotente, o Lynx 9A, avaliado em 30 milhões de libras (33,5 milhões de euros) e equipado com vários tipos de armamento.

Uma fonte não revelada disse ao "Sun" que o príncipe atualmente está treinando para virar "um grande piloto de helicópteros".

"Pilotar o novo 9A é o desejo dele. Se aprovarem isso, a única tarefa que ele poderia desempenhar seria lutar no Afeganistão", destacou a fonte.

O novo helicóptero, com capacidade para duas pessoas - ambas com capacidade para pilotar -, tem dois enormes motores que permitem ao aparelho atingir uma velocidade de até 323 km/h.

Harry, que já lutou com as tropas britânicas no Afeganistão durante dez semanas, sempre deixou claro seu desejo de voltar ao front para combater os talibãs.

Um porta-voz da Marinha britânica citado pelo tablóide disse que o príncipe "poderia pilotar helicópteros Apache ou Lynx". Mas, para isso, teria que concluir de "forma bem-sucedida o curso de pilotos".

EFE prc/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG