LONDRES - O príncipe Harry, filho do príncipe Charles e de Lady Di, foi dispensado pela namorada Chelsy, revelou neste domingo o tablóide britânico News of the World. Aparentemente, Chelsy decidiu terminar a relação porque estaria cansada da vida de playboy do terceiro na linha de sucessão ao trono britânico, acrescentou a publicação.

"Ela se cansou. Estavam atravessando um momento difícil e ela não viu razão para continuar", disse uma amiga da jovem citada pelo tablóide.

Segundo a fonte, Chelsy ficou abalada com a decisão, mas havia se convencido de que era hora de deixá-lo. "Os dois ainda se falam como amigos, mas sentem que precisam de mais liberdade. Suas vidas seguiam rumos diferentes. Chelsy está para começar uma carreira de direito e ser namorada de um príncipe limita" as coisas, acrescentou a fonte.

Segundo o "News of the World", Harry contou sobre o fim do namoro ao pai, à madrasta, Camilla, e à avó, a rainha Elizabeth II, que aparentemente "não gostam de surpresas". Ele também falou da separação com seu secretário particular, o ex-oficial de elite do Exército britânico Jamie Lowther-Pinkerton, e com seu assessor de imprensa, Miguel Head.

Os jovens, que recentemente voltaram de uma viagem de férias às Ilhas Maurício, se viam cada vez menos, já que Harry, de 24 anos, começou um treino militar para pilotar helicópteros, enquanto Chelsy, de 23, faz pós-graduação em direito na Universidade de Leeds (Inglaterra).

Os dois se conheceram através de amigos no primeiro semestre de 2004, mas em 2007 deram um tempo no relacionamento. Chelsy, nascida no Zimbábue, é filha de um milionário operador de safáris, Charles Davy.

Após terminar o ensino médio, a jovem entrou para a Universidade da Cidade do Cabo (África do Sul), ao passo que, em 2005, Harry iniciava sua carreira militar na escola de Sandhurst, no sul da Inglaterra. Apesar da distância, ambos se esforçavam para passar as férias juntos em lugares diferentes, como Moçambique e Botsuana.

Leia mais sobre: Príncipe Harry

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.