Um alto representante da comunidade judaico-alemã acusou o príncipe Hans Adam de Liechtenstein de banalizar os crimes do nazismo por ter classificado o atual governo alemão de IV Reich, indicou nesta quinta-feira o jornal suíço Tages-Anzeiger.

"Esperamos melhores períodos nas relações entre Liechtenstein e Alemanha. Nos dois últimos séculos, sobrevivemos a três Reich (impérios) alemães e espero que sobrevivamos ao quarto", escreveu Hans Adam II em uma carta enviada ao diretor do Museu Judeu de Berlim, publicada pelo jornal suíços.

"As afirmações do príncipe são totalmente absurdas", declarou ao jornal Salomon Korn, vice-presidente do Conselho Central de Judeus da Alemanha.

"O príncipe banaliza os crimes nazistas colocando a República Federal (atual) no mesmo nível do terceiro Reich", indicou.

A expressão "Terceiro Reich" designa o regime nazista de Adolf Hitler (1933-45).

wtf/lm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.