Príncipe Charles festeja 60 anos ainda à espera do trono

Banquetes, missas e uma festa surpresa anunciada em todos os jornais: o príncipe Charles, herdeiro desde os três anos da coroa da Inglaterra, completa 60 anos nesta sexta-feira, um aniversário marcado não pelas turbulências de sua vida pessoal, mas por seu ativo trabalho de caridade.

AFP |

O aniversário de Charles Philip Arthur George - o príncipe herdeiro mais velho da história - foi festejado durante toda a semana, ao mesmo tempo que os veículos de comunicação britânicos consagraram ao príncipe primeiras páginas, extensos artigos e filmes.

Uma festa espetáculo organizada por sua esposa Camilla - com quem se casou em 2005 e que segundo pessoas próximas deu a Charles uma serenidade que ele não tinha - reuniu na quarta-feira em um teatro de Londres atores de Hollywood, como Robin Williams, e comediantes.

Sua mãe, a rainha Elizabeth II, de 82 anos - a monarca mais longeva da história do Reino Unido, e que goza de excelente saúde - ofereceu na quinta-feira um jantar de gala no Palácio de Buckingham em homenagem ao filho, depois de uma missa solene na catedral de Saint Paul, em Londres.

No banquete no palácio, com 400 membros da realeza européia e amigos de Charles, os dois filhos do príncipe, William e Harry, homenagearam o aniversariante, afirmando que o pai é "uma fonte de inspiração", para eles e os demais.

No jantar, os príncipes, filhos de Charles com a primeira esposa, Diana, também fizeram piadas com a idade avançada do pai, que ainda pode ter que esperar por muito tempo para assumir o trono, dado o histórico de Elizabeth II, cuja mãe faleceu aos 101 anos.

"Vamos ter que instalar um elevador elétrico na residência de Highgrove, Gloucestershire", brincaram os netos da rainha da Inglaterra.

Os jornais noticiaram a "festa surpresa", que será organizada sábado por Camilla, duquesa da Cornualha, em homenagem ao marido. O evento terá a presença do cantor Rod Stewart, que cantará uma de suas músicas mais famosas, "Do you think I am sexy", como presente, sem cobrar cachê.

A festa em Highgrove, onde Charles promove a agricultura orgânica e se afirma inimigo dos cultivos transgênicos, terá a presença de William e Harry com as respectivas namoradas, Kate Middleton e Chelsy Davy.

Além das festas e banquetes, o Príncipe de Gales deseja ressaltar o que afirma ser a sua grande motivação, ao consagrar o dia de aniversário ao trabalho social.

O príncipe se reuniu com a direção do Prince's Trust, que ele mesmo fundou em 1976 e que agrupa 20 organizações de caridade, entre elas uma consagrada a ajudar jovens carentes.

A rainha Elizabeth II, que não costuma ser farta em elogios ao príncipe, afirmou esta semana: "Inumeráveis vidas foram transformadas pelo Prince's Trust, a qual o príncipe de Gales aportou visão e convicção".

Charles, que chega nesta sexta-feira à idade que para muitos significa aposentadoria, sem jamais ter assumido o papel para o qual foi educado desde o berço, pode ao menos se consolar com o fato de que os britânicos não o consideram muito velho para ascender ao trono.

Uma pesquisa realizada pela YouGov revela que Charles, com 42%, é o favorito entre os britânicos para substituir a rainha Elizabeth II, superando até mesmo o filho William (35%), e que menos pessoas que há três anos consideram que deveria renunciar ao direito ao trono.

ame/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG