o homem da limpeza étnica" / o homem da limpeza étnica" /

Principal responsável pela morte de 8 mil muçulmanos em Srebrenica é preso

O ex-dirigente político sérvio-bósnio Radovan Karadzic, acusado de genocídio e crimes contra a humanidade, foi detido pelos serviços de segurança sérvios, anunciaram nesta segunda-feira os assessores do presidente sérvio, Boris Tadic. Ele foi um dos principais responsáveis, junto com seu braço-direito, pelo massacre de Srebrenica, Bósnia, que deixou oito mil muçulmanos mortos. Perfil Radovan Karadzic: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/21/radovan_karadzic_o_homem_da_limpeza_etnica_1460509.htmlo homem da limpeza étnica

Redação com agências internacionais |

AP
AP
Radovan Karadzic, um dos principais culpados
pela morte de 8 mil muçulmanos, é preso
"Os serviços de segurança sérvios localizaram e prenderam Radovan Karadzic na noite desta segunda-feira", afirmou por e-mail a assessoria da presidência sérvia.

"Karadzic foi enviado ao procurador do tribunal para os crimes de guerra, em Belgrado, conforme o acordo assinado com o Tribunal Penal Internacional (TPI) para a ex-Iugoslávia", acrescentou.

O procurador do TPI para a ex-Iugoslávia, Serge Brammertz, confirmou em comunicado a detenção de Karadzic, foragido há quase 11 anos.

"O procurador Serge Brammertz saúda a detenção de Radovan Karadzic", diz o comunicado do TPI.

Karadzic foi condenado duas vezes por genocídio pelo tribunal de crimes de guerra das Nações Unidas em Haia. A primeira, em julho de 1995, por causa do sítio de 43 meses a Sarajevo, que causou 12 mil mortes.

A segunda condenação ocorreu quatro meses depois, por planejar o massacre de 8.000 muçulmanos em Srebrenica, Bósnia, junto com seu braço direito militar Ratko Mladicna, na pior atrocidade registrada na Europa desde a segunda guerra mundial.

Trata-se do pior massacre perpetrado na Europa desde o fim da segunda guerra mundial.

Ele entrou na clandestinidade em 1997.

(*Com informações das agências AFP e Reuters)


Leia mais sobre: guerra da Bósnia  - Srebrenica

    Leia tudo sobre: guerra da bósniasrebrenica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG