Principal réplica de terremoto no Chile ainda estaria por vir

Santiago do Chile, 10 mar (EFE).- Especialistas em terremoto disseram que a principal réplica do tremor de 8,8 graus na escala Richter que atingiu o Chile no último dia 27 ainda está por vir.

EFE |

A previsão se baseia no fato de que essa réplica principal aconteceu em todos os grandes terremotos ocorridos no mundo e no Chile.

Até esta terça-feira, 268 réplicas do terremoto foram registradas desde o dia 27, algumas alcançando 6,8 graus de magnitude na escala Richter. Praticamente a metade delas foi mais forte do que 5 graus, mas especialistas acham que a principal ainda não chegou.

"Quanto maior o terremoto, maiores as réplicas", disse John Bellini, geofísico do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), ao jornal "El Mercurio".

"As réplicas que tivemos causaram alarme, mas nós esperaríamos algo de maior intensidade", afirmou Jaime Campos, da Universidade do Chile, para quem a única certeza é que a réplica principal "não vai a ser superior a 8,8 graus".

O terremoto de 7,8 graus na escala Richter que afetou o Chile em 3 de março de 1985 teve uma réplica de 7,5 graus 36 dias depois. O tremor de 8 graus ocorrido em Michoacán (México) no dia 19 de setembro do mesmo ano teve uma de 7,3 graus no dia seguinte.

O terremoto de Pisco (Peru) que registrou 8 graus em 15 de agosto de 2007 teve no mesmo dia uma réplica de 5,9 graus, enquanto o de 9,1 graus em Sumatra (Indonésia) ocorrido em 26 de dezembro de 2004 teve uma de 8,7 graus dois dias depois.

As várias réplicas ocorridas durante as últimas horas no Chile não causaram vítimas ou danos visíveis, segundo as autoridades do Escritório Nacional de Emergência (Onemi, na sigla em espanhol). EFE ns/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG