Princesa Carolina de Mônaco defende marido em julgamento por agressão

Hildesheim (Alemanha), 13 jan (EFE).- A princesa Caroline de Mônaco compareceu hoje à Audiência de Hildesheim (centro da Alemanha) para depor como testemunha em defesa do marido, Ernst August de Hannover, no julgamento sobre a agressão do aristocrata ao proprietário de uma barulhenta discoteca no Quênia, dez anos atrás.

EFE |

"Deu dois socos, com a mão plana, e lhe disse: um pela música e o outro pelas luzes", declarou a princesa perante a Audiência de Hildesheim (centro da Alemanha).

Carolina sustentou assim a versão do marido, ausente na audiência, diante da suposta vítima, o proprietário de uma discoteca, Josef Brunnlehner, que afirmou ter levado uma surra com um punho de ferro.

As imagens de Brunlehner ensanguentado em um hospital de Mombasa percorreram o mundo. O primeiro julgamento, em 2004, resultou em uma multa de 445 mil euros para Ernst August, ao que seguiu uma discussão do príncipe contra seu advogado por ter usado como atenuante, sem seu consentimento, que agiu sob efeitos do álcool.

O depoimento de Carolina era considerado fundamental para sustentar a tese que Brunlehner exagerou, já que a princesa foi testemunha do ocorrido.

Frente às especulações de que não compareceria, uma semana depois da agitação causada pelas fotos do príncipe em uma praia tailandesa beijando-se com uma suposta amante, Carolina se apresentou perante a Audiência, convocada pela defesa de seu marido para depor a respeito desse caso.

Trata-se do segundo processo por agressão sofrida em janeiro de 2000 por Josef Brunlehner, dono de uma propriedade da exótica ilha de Lamu onde o casal passava suas férias.

Segundo o agredido, Ernst August se apresentou liderando um grupo de vizinhos furiosos porque o local perturbava a paz e lhe deu uma surra, armado aparentemente com um punho de ferro.

O príncipe sustenta que tal versão é exagerada, que lhe deu apenas alguns socos e que o resto foi pura encenação para se aproveitar do incidente. EFE gc/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG