Teerã, 12 jun (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, conquistou uma ampla vitória nas eleições presidenciais realizadas hoje, segundo os primeiros resultados fornecidos pelo Ministério do Interior do Irã.

Em entrevista coletiva, o diretor do Centro Eleitoral Nacional, Kamran Daneshyu, disse que nas 8.881 urnas apuradas até as 23h50, horário local (16h50, no horário de Brasília), - que representam 19,2% do total-, Ahmadinejad obteve 69,1% dos votos.

"Ahmadinejad recebeu 3.462.548 votos", disse o funcionário iraniano.

Em segundo lugar, está o candidato independente pró-reformista, Mir Hussein Mousavi, com 1.425.778 de votos, número que representa 28,42% .

Muito atrás está o conservador Mohsen Rezaei, com 81.509 e 1,2% dos votos, e o clérigo reformista, Mehdi Karroubi, com 45.453 e 0,9%.

Pouco antes da divulgação dos resultados do Ministério, a vitória em primeiro turno tinha sido dada a Mousavi, com mais de 60% dos votos.

Mousavi disse aos jornalistas que as pesquisas de boca-de-urna realizadas pelos membros de sua campanha lhe davam "uma ampla vitória" sobre o segundo candidato, em aparente alusão ao líder ultraconservador.

O ex-primeiro-ministro também denunciou que muitos eleitores não puderam exercer seu direito ao voto porque os colégios fecharam cedo demais.

"Há muita gente que ficou na rua sem poder votar. Ficamos sabendo de centros eleitorais que, apesar da ampliação do horário, foram fechados", afirmou.

Mousavi disse que houve outras muitas irregularidades, mas que mesmo assim o povo iraniano votou.

Em uma guerra de números, a agência estatal de notícias "Irna" proclamou Ahmadinejad como vencedor, com o 60 % dos votos.

Milhões de iranianos foram às urnas nesta sexta-feira, em uma participação em massa, que segundo as autoridades, teria superado 75%, recorde do país.

Segundo o Ministério do Interior, os resultados finais, que devem ser validados pelo poderoso Conselho de Guardiães, serão divulgados 24 horas depois do fechamento dos colégios.

Se nenhum dos quatro candidatos conquistar mais de 50% dos votos válidos, um segundo turno acontecerá na próxima sexta-feira. EFE msh-jm/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.