Primeiro-ministro turco promete deixar partido em caso de derrota eleitoral

Istambul, 24 nov (EFE).- O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que abandonará a liderança do Partido da Justiça e o Desenvolvimento (AKP) caso a legenda perca as próximas eleições locais previstas para março, informou hoje a imprensa local.

EFE |

"O povo me trouxe (ao Governo). Não tenho nenhuma ansiedade para seguir no poder, portanto digo claramente: Caso meu partido fique em segundo nas eleições deixarei a Secretaria-Geral", declarou Erdogan durante sua visita oficial à Índia.

Antes das últimas eleições gerais, realizadas no dia 22 de julho de 2007, Erdogan também prometeu abandonar a política caso seu partido não vencesse as eleições, mas o AKP conseguiu 47% dos votos e a maioria absoluta das cadeiras do Parlamento.

Porém, os políticos da oposição criticaram duramente as últimas declarações do primeiro-ministro.

"Se considera tão grande? Não é honrado que a nação o eleja como segundo partido? Se considera um rei, um sultão?", questionou o líder do Partido da Ação Nacionalista (MHP), Oktay Vural.

Já o líder do Partido Republicano do Povo (CHP), Mustafa Özyürek, disse que "agora não é o momento de realizar espetáculos", pois há assuntos importantes a serem resolvidos, especialmente a crise econômica. EFE amu/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG