Primeiro-ministro polonês inicia amanhã uma visita de três dias a Israel

Varsóvia, 8 abr (EFE).- O primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, começa amanhã uma visita a Israel, na qual deve anunciar oficialmente uma nova lei para compensar a comunidade judaica pelas propriedades expropriadas pelos comunistas após a Segunda Guerra Mundial.

EFE |

Durante sua visita a Israel, que durará três dias, Tusk se reunirá com o presidente israelense, Shimon Peres, com o primeiro-ministro, Ehud Olmert, e o líder da oposição, Benjamin Netanyahu.

O primeiro-ministro parte a Jerusalém com o desejo de normalizar as relações entre os dois países, marcadas pelas acusações de anti-semitismo sobre o povo polonês há décadas.

Com objetivo de facilitar essa normalização, o Executivo de Tusk apresentará nos próximos meses um projeto de indenização pelos imóveis usurpados pelo regime Comunista após 1945.

Essa questão centrará a agenda durante a presença do primeiro-ministro polonês em Israel, já que uma grande parte destes bens expropriados pertencia aos judeus. EFE nt/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG