O primeiro-ministro israelense Ehud Olmert está sendo interrogado nesta sexta-feira pela Polícia, por suspeitas de corrupção, informou a rádio pública.

Os agentes da seção de fraudes financeiras entraram pela manhã na residência do chefe de governo pela porta dos fundos, para evitar os jornalistas, acrescentou a emissora.

De acordo com informações da rádio, Olmert é interrogado como suspeito, devido a uma "evolução importante" ocorrida nos últimos dias nas investigações.

A justiça israelense mantém em segredo, a pedido da Polícia, os detalhes do caso.

A Presidência do Conselho (gabinete) manifestou em um comunicado sua "convicção de que as respostas de Olmert permitirão esclarecer todas as suspeitas" que pesam contra ele.

O procurador de Israel, Menahem Mazuz, pediu na quinta-feira à Polícia que realize um interrogatório com urgência, "em um prazo de 48 horas".

Segundo o jornal Yediot Aharonot, Olmert também é suspeito de ter recebido subornos de um empresário norte-americano.

O diário indica que não se trata de um novo caso, anterior à nomeação de Olmert como primeiro-ministro em 2006, mas do qual a Polícia só tomou conhecimento recentemente.

Esta informação não foi confirmada até agora pela Polícia nem por qualquer outra fonte.

ms/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.