Tóquio, 9 ago (EFE).- O primeiro-ministro japonês, Yasuo Fukuda, pediu hoje que as partes envolvidas no conflito da região separatista da Ossétia do Sul participem de conversas de paz para evitar uma maior escalada de violência.

Segundo informou a agência local "Kyodo", Fukuda fez estas declarações em entrevista coletiva em Nagasaki (oeste do Japão), após participar da cerimônia pelo 63º aniversário do lançamento da segunda bomba atômica na Segunda Guerra Mundial.

Em comunicado, o ministro japonês de Exteriores, Masahiko Komura, pediu hoje a imediata cessação da violência e reivindicou a todas as partes envolvidas que dialoguem para evitar uma escalada do conflito. EFE psh/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.