Primeiro-ministro israelense será interrogado novamente por corrupção

Jerusalém, 8 jul (EFE).- O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, será interrogado na próxima sexta-feira por detetives da União Nacional de Fraude em relação a um caso de corrupção pelo qual é investigado.

EFE |

A Polícia interpelará Olmert em sua residência oficial, em Jerusalém, pela terceira vez por suposto crime de suborno, segundo a imprensa israelense.

O chefe de Governo e uma de suas mais próximas colaboradoras, Shula Zaken, já tinham sido interrogados em maio sob suspeita de ter recebido dinheiro do empresário americano Morris Talanski, que admitiu posteriormente à Procuradoria ter entregue envelopes de dinheiro para os dois durante anos, mas disse que fez isso de forma legal.

O caso provocou o pedido de renúncia do primeiro-ministro por parte de seus principais aliados no Governo, entre eles o ministro da Defesa e líder do Partido Trabalhista, Ehud Barak.

Além disso, o escândalo levou à convocação de eleições primárias em seu partido, o Kadima, que estão previstas para setembro.

Olmert foi investigado outras quatro vezes nos dois últimos anos por corrupção, mas, até o momento, nunca foi levado aos tribunais.

EFE aca/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG