Primeiro-ministro irlandês pede ajuda a líderes europeus para achar soluções

Dublin, 15 jun (EFE).- O primeiro-ministro irlandês, Brian Cowen, expressou hoje seu desejo de que os líderes europeus ajudem a República da Irlanda a encontrar soluções ao não dos irlandeses ao Tratado de Lisboa, e não que seja unicamente um problema de seu país.

EFE |

"Quero que a Europa contribua para proporcionar algumas das soluções em vez de que isto seja um problema unicamente da Irlanda, mas aceito que a Irlanda tem uma situação da qual temos que nos ocupar", disse o primeiro-ministro à emissora de rádio "RTE".

Após manifestar sua convicção de que o futuro da Irlanda está no "coração da Europa", Cowen defendeu se sentar "com um sentido de solidariedade e cooperação" com os outros membros da União Européia (UE) para ver se é possível encontrar um caminho a seguir.

"Está claro que, se as coisas ficarem como estão, o Tratado de Lisboa não pode ser ratificado. Essa é a posição constitucional irlandesa", disse Cowen, ao reconhecer que a situação afeta os outros Estados-membros.

Os ministros de Assuntos Exteriores da UE terão amanhã, em Luxemburgo, a primeira chance de avaliar as conseqüências da rejeição irlandesa ao Tratado de Lisboa, antes da cúpula de chefes de Estado e de Governo da quinta e sexta-feira em Bruxelas. EFE ep/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG