Nova Délhi, 24 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, passou hoje por uma operação de revascularização do miocárdio e seu estado de saúde é estável, segundo uma fonte médica.

"A operação foi um sucesso e não há nada com que se preocupar.

Sua condição é estável. Foi levado à unidade de terapia intensiva", afirmou a fonte, citada pela agência "Ians".

O chefe de Governo, de 76 anos, deu entrada às 7h30 (meia-noite de Brasília) no Instituto de Ciências Médicas da Índia (AIIMS).

"Os médicos dizem que acompanharão a evolução de seus sinais vitais e discutirão o pós-operatório após a cirurgia", acrescentou a fonte.

Esta semana, Singh passou por uma revisão, que incluiu uma angiografia, após o que os médicos optaram pela operação.

A delicada saúde do primeiro-ministro reabriu o debate sobre quem será o candidato do Partido do Congresso às eleições gerais que ocorrerão ainda neste semestre no país.

Embora ele mesmo já tenha mostrado reservas, as apostas apontam ao herdeiro da dinastia Gandhi e filho de Sonia, o jovem Rahul, assim como a outros membros da legenda, como a chefe do Governo da região de Délhi, a carismática Sheila Dikshit. EFE amp/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.