Tbilisi, 30 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Geórgia, Grigori Mgaloblishvili, anunciou hoje sua renúncia por motivos de saúde, após menos de três meses no cargo.

Mgaloblishvili, de 35 anos, explicou em entrevista coletiva que terá que se submeter a tratamento durante os próximos dois meses, o que lhe impedirá de exercer o cargo nestes tempos de crise.

Além disso, adiantou que propôs ao presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, a candidatura a chefe do Governo do vice-primeiro-ministro, Nikoloz Guilauri.

O demissionário primeiro-ministro já foi hospitalizado em meados de janeiro por problemas de tensão arterial e esteve vários dias em observação.

Diplomata de carreira, Mgaloblishvili foi embaixador na Turquia, Albânia e Bósnia-Herzegovina.

Por sua parte, Guilauri, de 33 anos, foi ministro da Energia e de Finanças antes de dividir esta última pasta com o cargo de vice-primeiro-ministro no começo de 2009.

Em 2002 exerceu de assessor da companhia elétrica espanhola Iberdrola na Geórgia. EFE dt-io/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.