O primeiro-ministro interino do Nepal, Girija Prasad Koirala, anunciou nesta quinta-feira sua renúncia, abrindo caminho para a formação de um novo governo liderado pelos maoístas, um mês após a abolição da monarquia.

"Declaro que abandono o posto de primeiro-ministro perante esta assembléia hoje", disse o chefe de Governo interino, de 83 anos.

Seu partido, o Congresso Nepalês, e os maoístas, haviam anunciado na quarta-feira um compromisso sobre a designação dos futuro primeiro-ministro e presidente da República, que deverá permitir a formação de um novo governo liderado pelos maoístas.

Os antigos insurgentes constituem a maior força política no Nepal desde a sua vitória, em 10 de abril, na eleição de uma Assembléia Constituinte (220 dos 601 cadeiras).

Esta assembléia aboliu em 28 de maio a única monarquia hindu do mundo e proclamou a República, o que levou à saída do deposto rei Gyanendra do seu palácio em Katmandu.

Os maoístas estavam certos da liderança do próximo governo e exigiram a demissão do premier Koirala, o grande arquiteto do processo de paz no Nepal.

sjt-nr/fb/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.