Primeiro-ministro dissolve a câmara de deputados no Japão

O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, dissolveu a câmara de deputados nesta terça-feira visando às eleições legislativas do final de agosto, cujo resultado pode mudar radicalmente o cenário político da segunda economia mundial.

AFP |

AFP
Primeiro-ministro do Japão Taro Aso aprovou a dissolução da Câmara

De acordo com as pesquisas, o Partido Democrata do Japão (PDJ), que promete ficar mais atento às preocupações do povo, é o favorito para acabar com o domínio dos conservadores do Partido Liberal Democrata (PLD) na vida política japonesa durante mais de meio século.

Esta dissolução, proposta por Aso e aprovada pelo imperador Akihito, foi recebida de pé pelos deputados, que gritaram três vezes "Banzai" (vida longa), erguendo os braços, de acordo com a tradição.

Taro Aso, de 68 anos, decidiu antecipar por algumas semanas as eleições legislativas e convocar os eleitores às urnas em 30 de agosto para eleger os 480 deputados da câmara baixa.

Leia mais sobre Japão

    Leia tudo sobre: japão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG