O primeiro-ministro da Tailândia, Samak Sundaravej, aceitou ser candidato à própria sucessão, dois dias depois de ter sido obrigado a renunciar por uma decisão judicial, informou o porta-voz do seu partido político.

"Samak aceitou a indicação para o cargo de primeiro-ministro", disse Suthin Klangsang, porta-voz do Partido do Poder do Povo (PPP).

"Samak disse que acredita que o Parlamento o considere apto para exercer o cargo, e que estaria feliz em aceitá-lo", acrescentou.

bc-ask/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.