Primeiro-ministro da Austrália estuda endurecer as sanções ao Zimbábue

Sydney, 29 jun (EFE).- O primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, anunciou hoje que seu Governo estuda endurecer as sanções ao regime do Zimbábue, ao qual acusou de destruir a democracia e empobrecer os cidadãos de seu país, informou a agência AAP.

EFE |

Embora ainda não tenham sido publicados os resultados oficiais, está previsto que Robert Mugabe seja reeleito como presidente do Zimbábue depois que a oposição boicotou o segundo turno das eleições presidenciais da sexta-feira passada.

Rudd disse que Mugabe não tem "legitimidade política" e insistiu em que seu Governo merece "a condenação universal da comunidade internacional".

Segundo sua opinião, "o povo não deveria sofrer de falta de alimentos em um país tão rico em recursos naturais, o que acontece porque Mugabe destruiu a economia e a democracia do Zimbábue". EFE mg/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG