Primeiro-ministro condena ataques que aterrorizaram Noruega

Governo confirma que atirador preso em acampamento de Utoya é norueguês e foi visto em Oslo antes de explosão; ataques mataram 17

iG São Paulo | 22/07/2011 18:11 - Atualizada em 23/07/2011 06:55

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

O primeiro-ministro da Noruega, Jens Stolenberg, condenou nesta sexta-feira uma explosão de bomba na capital Oslo e um ataque a tiros em um acampamento juvenil na ilha de Utoya que aterrorizaram a Noruega nesta sexta-feira, deixando ao menos 17 mortos.

O ministro da Justiça norueguês, Knut Storberget, confirmou que um suspeito preso no acampamento, onde há ao menos dez mortos, é norueguês. Segundo a polícia, o atirador de 32 anos, que teria usado uma arma automática na ação, tem vínculos com a explosão em Oslo. Segundo o chefe de polícia interino Sveinung Sponheim, o homem foi visto na capital norueguesa antes da explosão. Segundo a mídia norueguesa, o atirador teria sido identificado como Anders Behring Breivik, um ativista da extrema direita.

De acordo com uma fonte policial, os ataques seriam terrorismo doméstico. "Não parece ter relação com o terror islâmico", disse. "Parece mais o trabalho de um homem louco." Apesar dessas declarações, o policial afirmou que a investigação sobre o caso ainda continua.

Em uma coletiva, Stoltenberg prometeu encontrar os culpados e responsáveis pela ação, afirmando que os ataques em Oslo e na ilha de Utoya criarão "mais abertura e mais democracia" no país. "Você não nos destruirá. Não destruirá nossa democracia ou nossos ideais para um mundo melhor", disse, dirigindo-se aos reponsáveis pelos atentados.

"Ninguém nos silenciará nos explodindo. Ninguém nos silenciará atirando em nós. Ninguém nunca nos impedirá de sermos a Noruega", afirmou. Stoltenberg também afirmou que a polícia teme que o número de mortos no acampamento supere dez. Antes da coletiva, ele havia conclamado a população do país a não se entregar ao medo.

De acordo com fontes policiais, explosivos não detonados foram encontrados na ilha. Após ação do atirador, o chefe da polícia da Noruega, Anstein Gjengdal, anunciou o envio de forças antiterroristas para o local, a 40 quilômetros da capital do país, onde ocorria um encontro do governista Partido Trabalhista. Imagens da TV da Noruega feitas por helicóptero mostraram pessoas nadando na costa da ilha de Utoya, supostamente depois de terem se lançado às águas para escapar do atirador.

De acordo com a mídia norueguesa, a polícia trabalha com a ideia de que as ações possam ter sido motivadas pelo atual sistema político do país. Além disso, desmentiu informação divulgada previamente de que o atirador usava um uniforme policial no momento do ataque. Na verdade, ele estaria com um abrigo azul que tinha um distintivo. A polícia também informou que o suspeito nunca trabalhou para a corporação.

Previamente, o site de notícias VG havia afirmado que um homem vestido de policial havia aberto fogo indiscriminadamente no acampamento localizado em Utoya. De acordo com a AFP, o primeiro-ministro norueguês preparava-se para comparecer a um comício da ala juvenil de seu partido no local quando o atirador lançou o ataque.

O primeiro-ministro faria um discurso no acampamento, onde estavam reunidas 560 pessoas, no sábado. O ex-premiê Gro Harlem Brundtland participaria do encontro nesta sexta-feira.

Previamente à polícia descartar envolvimento internacional nos ataques, um grupo desconhecido chamado de "Ajudantes da Jihad (Guerra Santa) Global" divulgou uma mensagem afirmando que esse é apenas o início da reação à publicação, por jornais noruegueses, de charges de Maomé e pelo envolvimento da Noruega na Guerra do Afeganistão. Mais tarde, porém, o grupo se retratou em outra declaração na internet, desmentindo ter relação com os ataques.

Os Estados Unidos e o Reino Unido condenaram os ataques e se colocaram à disposição para ajudar autoridades norueguesas.

<span>Anders Behring Breivik é suspeito de ser o autor dos atentados na Noruega</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>Explosão danifica prédio na capital da Noruega</span> - <strong>Foto: Reuters</strong> <span>Equipes atendem feridos em meio aos danos causados por explosão em Oslo</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Homem ferido recebe atendimento após explosão em Oslo</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Fumaça é vista saindo de prédio no centro de Oslo</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Janelas danificadas são vistas em prédio próximo ao local da explosão na capital da Noruega</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Mulher passa por rua cheia de destroços próxima ao local da explosão</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Explosão danificou janelas de vários prédios no centro da capital norueguesa</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Jovem recebe atendimento médico em rua de Oslo</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Carro destruído é visto no local da explosão no centro de Oslo</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Pedestres observam danos em prédio do governo atingido por explosão</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Pedaços de vidro são visto em frente a prédio no centro de Oslo</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Fumaça é vista saindo de prédios no centro de Oslo</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Vários prédios foram danificados por explosão em Oslo</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Feridos recebem tratamento no local da explosão</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Homem ajuda mulher ferida em explosão em Oslo</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Bombeiros tentam apagar fogo em prédio atingido por explosão</span> - <strong>Foto: Reuters</strong> <span>Carro é danificado por explosão no centro da capital norueguesa</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Vista aérea da ilha de Utoya, na Noruega, onde fica o acampamento atacado por um atirador nesta sexta-feira</span> - <strong>Foto: AP</strong> <span>Mulher é carregada por equipes de emergência em local de explosão em Oslo, Noruega</span> - <strong>Foto: AP</strong>

Explosões em Oslo

A grande explosão no centro de Oslo atingiu o quartel-general do governo, deixando ao menos sete mortos e dez feridos. Citado pela Bloomberg, o porta-voz da polícia Oeivind Oestang confirmou que a explosão foi causada por uma bomba.

Segundo a Reuters, o ataque no centro de Oslo destruiu a maioria das janelas do prédio de 17 andares que abriga o escritório do primeiro-ministro. O premiê não foi atingido por não estar no prédio no momento do ataque. A polícia foi notificada às 15h36 locais (10h36 de Brasília) da explosão. Vizinha ao prédio do premiê, a sede do Ministério do Petróleo ficou em chamas.

Segundo o chefe de comunicações da Cruz Vermelha, as pessoas estão em choque em Oslo e em toda a Noruega. "Nunca tivemos um ataque terrorista como esse no país - se esse for o caso -, mas claro que todos os noruegueses temiam há tempos isso pelo que se via acontecendo no mundo", disse.

Feridos foram vistos deitados em poças de sangue, de acordo com o Daily Telegraph. Grandes destroços ficaram espalhados nas ruas, e fumaça subiu dos prédios no centro da cidade.

A sede do tabloide VG também ficou danificada. "Vejo algumas janelas do prédio do VG e da sede do governo quebradas. Algumas pessoas cobertas com sangue estão deitadas na rua", indicou a Associated Press citando o jornalista. "É um caos completo aqui. As janelas estão destruídas em todos os prédios próximos."

A Noruega, que é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), foi ameaçada previamente por líderes da rede terrorista Al-Qaeda por seu envolvimento no Afeganistão. O sucessor de Osama Bin Laden na organização, Ayman Al-Zawahiri, citou o país como um dos possíveis alvos de ataque. Segundo o Ministério de Relações Exteriores, a Noruega tem quase 700 soldados no país asiático. Apesar disso, a violência política é praticamente desconhecida no país.

Veja no mapa os locais dos ataques:

Foto: Arte/ iG

Capital Oslo e ilha de Utoya são alvos de atentados na Noruega

*Com Reuters, AP e BBC

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG


Previsão do Tempo

Previsão Completa

 
  • Hoje
  • Amanhã

INDICADORES ECONÔMICOS

Câmbio

moeda compra venda var. %

Bolsa de Valores

indice data ultimo var. %
  • Fonte: Thomson Reuters
Ver de novo