Carlos A. Moreno.

Rio de Janeiro, 6 out (EFE).- Após a apuração dos votos nas eleições municipais em todo o Brasil, o PT foi a legenda que mais capitais conquistou no país, segundo dados divulgados hoje pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O PT foi também o que mais aumentou o número de Prefeituras com relação ao pleito de 2004. O partido garantiu no primeiro turno o Governo de 547 dos 5.563 municípios do país, enquanto há quatro anos havia obtido 389.

O partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva venceu em seis das 15 capitais que tiveram suas eleições concluídas logo no primeiro turno. Os petistas ganharam em Recife, Fortaleza, Vitória, Rio Branco, Palmas e Porto Velho.

Já o PMDB, aliado do Governo Lula e maior força eleitoral do país, conseguiu eleger seus candidatos em 1.200 municípios, entre eles duas capitais, contra as 1.166 Prefeituras de quatro anos atrás.

Depois do PMDB, as legendas com mais Prefeituras foram o PSDB, que conseguiu 784, o PP, com 548 (mesmo número de 2004), e o PT.

Segundo os dados, as eleições em 11 capitais e de outras 18 cidades com mais de 200 mil habitantes serão definidas no segundo turno, para a qual todos os partidos já começaram a buscar alianças.

O PT estará presente no segundo turno em 15 cidades, entre as quais se destacam São Paulo, maior colégio eleitoral do país, e Porto Alegre, onde a legenda tem forte presença.

Em seguida, vem PMDB e PSDB, com dez cada um, e o PSB, com seis.

Apesar do bom desempenho do PT, os três candidatos do partido apoiados diretamente pelo presidente Lula tiveram resultados decepcionantes nas eleições.

Em São Paulo, a ex-ministra do Turismo Marta Suplicy terminou a apuração em segundo lugar, com 32,79%, embora todas as pesquisas de intenções de voto a colocassem na liderança. A primeira colocação ficou com o atual prefeito paulistano Gilberto Kassab, que cresceu na reta final da campanha e obteve 33,61% da preferência nas urnas.

Luiz Marinho, ex-ministro da Previdência do Governo Lula, por pouco não conseguiu levar a disputa no primeiro turno em São Bernardo do Campo, reduto político do presidente.

Marinho teve os votos de 48,27% dos eleitores, e seu rival, o tucano Orlando Morando, recebeu apoio de 37,55%.

Outro resultado ruim para os petistas foi em Natal, onde Fátima Bezerra, candidata da legenda, foi derrotada por Micarla de Sousa, do Partido Verde (PV), ainda no primeiro turno.

Fátima obteve 36,83% dos votos, enquanto Micarla conseguiu 50,84%.

Segundo o analista político Alexandre Barros, da empresa de consultoria Early Warning, esses resultados demonstram que Lula não conseguiu transferir sua popularidade recorde, de 80%, para os candidatos de sua preferência. EFE cm/rb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.