Primeiro filme financiado pelo Hamas estreia em Gaza

O primeiro filme financiado pelo grupo palestino Hamas estreou na Faixa de Gaza, depois de meses de dificuldades nas filmagens no território palestino. Imad Aqel, que teve sua première no sábado, custou US$ 120 mil e foi escrito por um dos principais líderes do Hamas.

BBC Brasil |

O filme foi rodado ao longo do ano passado e quatro de seus atores morreram na ofensiva israelense contra Gaza, em janeiro.

O diretor do filme disse ter esperança de inscrevê-lo no Festival de Cinema de Cannes deste ano.

Aplausos
A produção conta a história de Imad Aqel, militante da organização visto como herói pelos palestinos e como terrorista por Israel.

Militante do Hamas, ele esteve envolvido em vários ataques contra alvos israelenses no início dos anos 90.

Israel o acusa de ser culpado pela morte de 13 soldados e colonos judeus.

Depois de uma longa operação de busca, seu esconderijo em Gaza foi cercado por forças israelenses em 1993 e ele foi morto aos 22 anos.

Segundo jornais da Faixa de Gaza, a cena que mais provocou aplausos e gritos do público foi quando um dos personagens diz: "Matar soldados israelenses é adorar a Deus".

O Hamas é dono de uma formidável rede de comunicação, tendo sob seu controle uma emissora de televisão, uma rede de rádio e vários jornais.

No que descreve de "cultura da resistência", a organização também patrocina festivais de arte, peças de teatro e livros de poesia - a maioria sobre as condições de vida em Gaza.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG