Primeiro debate televisivo entre Barack Obama e John McCain

O primeiro debate televisivo entre os candidatos democrata e republicano à Casa Branca, Barack Obama e John McCain, deve acontecer, como previsto, nesta sexta-feira à noite, depois de o senador de Arizona ter anunciado sua decisão de participar do evento.

AFP |

"Vammos para o debate", afirmou Nicole Wallace, conselheira de McCain.

O debate, que deve ser transmitido ao vivo pela maioria das redes de TV americanas e assistido por dezenas de milhões de pessoas, é considerado um marco crucial na campanha presidencial americana.

Os eleitores indecisos são os principais alvos dos dois lados.

Obama deixou Washington no fim da manhã desta sexta-feira rumo a Oxford (Mississippi, sul dos EUA), onde o debate está marcado às 20H00 locais (22H00 de Brasília).

Quarta-feira, McCain decidiu de repente suspender sua campanha devido à crise do sistema financeiro americano, e pediu que o debate fosse adiado. Ele afirmara alguns dias antes: "Os fundamentos da economia são sólidos".

O anúncio da suspensão da campanha do candidato republicano aconteceu após a publicação de várias pesquisas mostrando um aumento significativo das intenções de voto para Obama.

Os dois candidatos à presidência dos Estados Unidos se encontraram quinta-feira na Casa Branca, por iniciativa do presidente George W. Bush, para discutir das diferentes formas de resolver a crise do setor bancário.

O plano de resgate apresentado pelo governo e negociado pelo Congresso prevê a injeção de 700 bilhões de dólares no sistema bancário americano.

Segundo vários meios de comunicação americanos, McCain se manteve em silêncio por cerca de 40 minutos durante a reunião, antes de se referir em termos vagos ao plano de resgate.

A reunião terminou sem acordo.

No entanto, poucas horas antes do início do debate, ambos os candidatos se declararam "otimistas" sobre a conclusão de um acordo sem conflitos partidários.

Contudo, líderes do Partido Democrata, entre eles a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, culparam os republicanos pelo impasse atual. O presidente Bush reiterou nesta sexta-feira a necessidade de aprovar rapidamente o plano de resgate.

Christopher Dodd, presidente da comissão dos Assuntos Bancários do Senado, acusou os republicanos de querer salvar a campanha de John McCain antes da economia americana.

O debate entre os candidatos à Casa Branca, que durará 90 minutos, devia ser dedicado exclusivamente aos assuntos internacionais e relativos à segurança nacional, mas a crise financeira será muito provavelmente mencionada.

Obama participou de 21 debates televisivos durante a campanha, seis deles cara a cara com Hillary Clinton, sua principal adversária durante as primárias democratas.

McCain participou de 16 debates televisivos durante as primárias, mas nunca contra um único adversário.

Os dois candidatos e seus conselheiros assistiram cuidadosamente a todos os debates para descobrir as fraquezas do adversário. A equipe do senador de Illinois também assistiu aos de 2000, ano em que McCain participou de sua primeira corrida à Casa Branca.

Obama e McCain vão protagonizar dois outros debates, nos dias 7 e 15 de outubro. Os candidatos à vice-presidência, Joe Biden e Sarah Palin, ficarão frente a frente no dia 2 de outubro.

A eleição presidencial americana está marcada para o dia 4 de novembro.

aje/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG