Tamanho do texto

O primeiro bebê de proveta do mundo, a britânica Louise Brown, celebrará seu trigésimo aniversário no próximo dia 25 de julho. Hoje, mais de três milhões de bebês já nasceram graças à tecnologia de fertilização in vitro.

O nascimento de Louise foi considerado um avanço revolucionário na medicina do século 20.

Mas Louise não parece muito impressionada com seu lugar na história.

"É legal saber que se eu não tivesse nascido, talvez os outros bebês de proveta não estariam aqui. Mas eu não penso muito nisso", diz ela.

O tratamento de fertilização in vitro se desenvolveu nos últimos 30 anos.

Simon Fishel, um dos médicos responsáveis pelo nascimento de Louise Brown, criou uma técnica para examinar os óvulos e separar os que têm cromossomos anormais. O que significa que há maiores chances de uma gravidez bem sucedida.

"O tratamento de fertilização in vitro vai se desenvolver mais e mais usando alta tecnologia, mas tratando dos pacientes de uma maneira mais natural, muito mais eficiente, muito mais segura, e vai ajudar mais e mais pessoas que sofrem de infertilidade e doenças genéticas", afirma Fishel.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.