Primeira-dama da Bolívia chega ao Chile para encontrar Bachelet

Santiago do Chile, 7 set (EFE).- Esther Morales Ayma, irmã do presidente Evo Morales e primeira-dama boliviana, chegou neste domingo ao Chile à frente de uma delegação de 18 mulheres para se encontrar com a chefe de Estado chilena, Michelle Bachelet, e outras lideranças locais.

EFE |

Desde 1978, Chile e Bolívia não têm relações diplomáticas em nível de embaixadores, após o fracasso das negociações por um acesso ao mar com soberania, que a Bolívia reivindica desde que perdeu a ligação com o Pacífico, após uma guerra com os chilenos no século XIX.

No entanto, nos últimos anos, com os Governos de Morales e Bachelet, a relação bilateral melhorou.

Junto com a primeira-dama, foram uma ministra, algumas deputadas, juízas e outras personalidades bolivianas.

A comitiva boliviana trabalhará com as chilenas durante a segunda-feira em Santiago. Na terça, irá a Valparaíso, sede do Congresso, onde será recebida pelo presidente do Senado, Adolfo Zaldívar e pelo da Câmara dos Deputados, Francisco Azinheira.

Na próxima quarta-feira, antes de retornar a La Paz, a comitiva boliviana será recebida pelo ministro das Relações Exteriores local, Alejandro Foxley. EFE mc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG