Primeira morte por gripe suína na Arábia Saudita

A Arábia Saudita anunciou nesta segunda-feira a primeira morte de um paciente infectado pela gripe suína no país, três dias depois de sua hospitalização.

AFP |

Trata-se de um súdito saudita de 30 anos, que faleceu numa clínica particular de Damnan (leste), segundo o ministério da Saúde.

A vítima foi hospitalizada com um quadro de febre, pneumonia e dificuldades respiratórias, assim como com um problema de obesidade, e faleceu mesmo recebendo tratamento de antibióticos e antivirótico Tamiflu.

Ele foi infectado devido a um contato direto com uma pessoa infectada pelo vírus.

As autoridades sauditas temem uma propagação do vírus durante as peregrinações dos próximos meses aos lugares santos do Islã no reino, que agora conta com 300 casos de infectados.

A grande peregrinação anual à Meca (Haj), que reúne mais de dois milhões de fiéis, será realizada em novembro. A Omra, ou pequena peregrinação, é realizada ao longo de todo o ano, mas a afluência é maior durante o Ramadã, que este ano começa em torno de 20 de agosto.

bur-tm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG