Primavera devolve o verde a Berlim

Ximo Albors. Berlim, 14 abr (EFE).- A chegada da primavera e das temperaturas agradáveis devolvem o esplendor a Berlim, cidade que, com um total de 2.

EFE |

500 parques públicos e mais de 425 mil árvores, é umas das capitais mais verdes da Europa.

Segundo dados oficiais da Prefeitura da cidade, 7% da superfície da capital alemã é ocupada por parques públicos, com 6.400 hectares de áreas verdes.

Após o inverno mais rígido dos últimos 30 anos, o bom tempo mudou a imagem da capital alemã, onde a cor verde, depois da predominância do branco da neve, combina agora com o cinza característico dos edifícios de Berlim.

Aos hectares de parques se soma a superfície ocupada por áreas de floreta, que, situadas tanto dentro quanto nos arredores da cidade, chegam a 16.223 hectares.

Um exemplo é o parque Tiergarten, o pulmão verde por excelência de Berlim e que se estende desde o emblemático portão de Brandemburgo até a zona oeste da cidade, ao longo de mais de 210 hectares.

O Tiergarten, que significa jardim dos animais, começou como uma área privada para caça utilizada pelos reis prussianos e depois se transformou no jardim central de Berlim, que chegou a ter árvores cortadas por falta de lenha durante o bloqueio comunista da parte oeste da cidade, em 1948.

No entanto, há outro parque de maiores dimensões na cidade, o Grunewald, situado a sudoeste de Berlim e que termina no grande lago Wannsee, que cobre uma área de 2.732 quilômetros quadrados e tem uma profundidade máxima de 9 metros.

O Volkspark Friedrischain, situado no bairro de Friedrischain, ou o Hasenheide, em Kreuzberg, perto do aeroporto histórico de Tempelhof, são outros exemplos de parques da cidade.

Por suas dimensões, o Treptower Park também merece destaque, que abriga em meio à natureza um grande memorial onde estão enterrados os corpos de 5 mil membros do Exército Vermelho que morreram durante a batalha da tomada de Berlim, no final da Segunda Guerra Mundial.

Mais afastado do centro, Berlim também conta com um jardim botânico, que, com 43 hectares, é um dos maiores da Europa e apresenta uma variedade de 22 mil espécies de plantas.

Entre as mais de 425 mil árvores que as autoridades estimam haver em Berlim, 35% são tílias, uma espécie típica de Berlim e que dá nome à avenida principal da capital, a Unter den Linden (Debaixo das Tílias).

Com a chegada de temperaturas mais agradáveis, os berlinenses saem mais de suas casas, depois de vários meses de frio, e passam mais tempo em parque, lagos e nos chamados Kleingartenanlagen.

Os Kleingartenanlagen são pequenas granjas situadas nos arredores da cidade, onde muitos alemães passam seus fins de semana ou férias.

Não maiores que 20 metros quadrados, seus donos costumam construir uma pequena casa no terreno e o restante do espaço é ocupado com pequenas plantações de tomates, batatas ou cebolas, e geralmente uma churrasqueira, para reunir os amigos.

No total, a área urbana de Berlim conta com 934 hortos deste tipo, o que aumenta o espaço verde existente na cidade em 3.064 hectares. EFE xac/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG