Prevenção combinada pode evitar 12 milhões de infecções pelo HIV

Cerca de 12 milhões de infecções pelo HIV poderiam ser evitadas até 2015 com uma verdadeira política de prevenção que combine vários métodos, segundo um apelo à ação lançado pela ONUAIDS, a agência da ONU para o combate a essa doença, lançado por ocasião da Conferência Internacional sobre a Aids reaizada na Cidade do México.

AFP |

Neste apelo, publicado na revista britânica Lancet, o diretor da ONUAIDS, Peter Piot, e seus colegas enfatizam que a quantidade de novas infecções anuais registraria assim uma redução de 75%.

A ONUAIDS acredita que a prevenção do HIV custará cerca de 12 bilhões de dólares em 2010 e 15,3 bilhões em 2015, à medida que haja um acesso mais universal aos programas.

A prevenção combinada - preservativo, circuncisão, troca de seringas e mudaná no comportamento sexual - está no centro da conferência que se estende até sexta-feira.

"Os governos, as comunidades e os investigadores devem colocar em aplicação uma prevenção combinada e a comunidade internacional deve mobilizar todo o apoio necessário para este esforço", afirmam o especialistas, que recordam que a cada dia cerca de 7.000 pessoas são infectadas pelo vírus.

Eles também pedem que o trabalho sobre a criação de uma vacina, que recentemente registrou fracassos, continue e que se desenvolva o investimento na investigação de outras tecnologias preventivas.

chc/BR/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG